Ortografia - Parte 1

Ortografia - Parte 2

Ortografia - Parte 3

Ortografia - Parte 4

Ortografia - Parte Final


Ortografia


Ao escrever uma palavra com som de s, de z, de x ou de j, deve-se procurar a origem dela, pois, na Língua Portuguesa, a palavra primitiva, em muitos casos, indica como deveremos escrever a palavra derivada.



Ç


01) Escreveremos com -ção as palavras derivadas de vocábulos terminados em -to, -tor, -tivo e os substantivos formados pela posposição do -ção ao tema de um verbo (Tema é o que sobra, quando se retira a desinência de infinitivo - r - do verbo).
Portanto deve-se procurar a origem da palavra terminada em -ção. Por exemplo: Donde provém a palavra conjunção? Resposta: provém de conjunto. Por isso, escrevemo-la com ç.
Exemplos:

• erudito = erudição

• exceto = exceção

• setor = seção

• intuitivo = intuição

• redator = redação

• ereto = ereção

• educar - r + ção = educação

• exportar - r + ção = exportação

• repartir - r + ção = repartição


02) Escreveremos com -tenção os substantivos correspondentes aos verbos derivados do verbo ter.
Exemplos:

• manter = manutenção

• reter = retenção

• deter = detenção

• conter = contenção


03) Escreveremos com -çar os verbos derivados de substantivos terminados em -ce.
Exemplos:

• alcance = alcançar

• lance = lançar


S


01) Escreveremos com -s- as palavras derivadas de verbos terminados em -nder e -ndir
Exemplos:

• pretender = pretensão

• defender = defesa, defensivo

• despender = despesa

• compreender = compreensão

• fundir = fusão

• expandir = expansão


02) Escreveremos com -s- as palavras derivadas de verbos terminados em -erter, -ertir e -ergir.
Exemplos:

• perverter = perversão

• converter = conversão

• reverter = reversão

• divertir = diversão

• aspergir = aspersão

• imergir = imersão


03) Escreveremos -puls- nas palavras derivadas de verbos terminados em -pelir e -curs-, nas palavras derivadas de verbos terminados em -correr.
Exemplos:

• expelir = expulsão

• impelir = impulso

• compelir = compulsório

• concorrer = concurso

• discorrer = discurso

• percorrer = percurso


04) Escreveremos com -s- todas as palavras terminadas em -oso e -osa, com exceção de gozo.
Exemplos:

• gostosa

• glamorosa

• saboroso

• horroroso


05) Escreveremos com -s- todas as palavras terminadas em -ase, -ese, -ise e -ose, com exceção de gaze e deslize.
Exemplos:

• fase

• crase

• tese

• osmose


06) Escreveremos com -s- as palavras femininas terminadas em -isa.
Exemplos:

• poetisa

• profetisa

• Heloísa

• Marisa


07) Escreveremos com -s- toda a conjugação dos verbos pôr, querer e usar.
Exemplos:

• Eu pus

• Ele quis

• Nós usamos

• Eles quiseram

• Quando nós quisermos

• Se eles usassem


Ç ou S?


Após ditongo, escreveremos com -ç-, quando houver som de s, e escreveremos com -s-, quando houver som de z.
Exemplos:

• eleição

• traição

• Neusa

• coisa


S ou Z?


01 a) Escreveremos com -s- as palavras terminadas em -ês e -esa que indicarem nacionalidades, títulos ou nomes próprios.
Exemplos:

• português

• norueguesa

• marquês

• duquesa

• Inês

• Teresa


b) Escreveremos com -z- as palavras terminadas em -ez e -eza, substantivos abstratos que provêm de adjetivos, ou seja, palavras que indicam a existência de uma qualidade.
Exemplos:

• embriaguez

• limpeza

• lucidez

• nobreza

• acidez

• pobreza


02 a) Escreveremos com -s- os verbos terminados em -isar, quando a palavra primitiva já possuir o -s-.
Exemplos:

• análise = analisar

• pesquisa = pesquisar

• paralisia = paralisar


b) Escreveremos com -z- os verbos terminados em -izar, quando a palavra primitiva não possuir -s-.
Exemplos:

• economia = economizar

• terror = aterrorizar

• frágil = fragilizar

Cuidado:

• catequese = catequizar

• síntese = sintetizar

• hipnose = hipnotizar

• batismo = batizar


03 a) Escreveremos com -s- os diminutivos terminados em -sinho e -sito, quando a palavra primitiva já possuir o -s- no final do radical.
Exemplos:

• casinha

• asinha

• portuguesinho

• camponesinha

• Teresinha

• Inesita


b) Escreveremos com -z- os diminutivos terminados em -zinho e -zito, quando a palavra primitiva não possuir -s- no final do radical.
Exemplos:

• mulherzinha

• arvorezinha

• alemãozinho

• aviãozinho

• pincelzinho

• corzinha


SS


01) Escreveremos com -cess- as palavras derivadas de verbos terminados em -ceder.
Exemplos:

• anteceder = antecessor

• exceder = excesso

• conceder = concessão


02) Escreveremos com -press- as palavras derivadas de verbos terminados em -primir.
Exemplos:

• imprimir = impressão

• comprimir = compressa

• deprimir = depressivo


03) Escreveremos com -gress- as palavras derivadas de verbos terminados em -gredir.
Exemplos:

• agredir = agressão

• progredir = progresso

• transgredir = transgressor


04) Escreveremos com -miss- ou -mess- as palavras derivadas de verbos terminados em -meter.
Exemplos:

• comprometer = compromisso

• intrometer = intromissão

• prometer = promessa

• remeter = remessa


ÇS ou SS


Em relação ao verbos terminados em -tir, teremos:

01) Escreveremos com -ção, se apenas retirarmos a desinência de infinitivo -r, dos verbos terminados em -tir.
Exemplo:

• curtir - r + ção = curtição


02) Escreveremos com -são, quando, ao retirarmos toda a terminação -tir, a última letra for consoante.
Exemplo:

• divertir - tir + são = diversão


03) Escreveremos com -ssão, quando, ao retirarmos toda a terminação -tir, a última letra for vogal.
Exemplo:

• discutir - tir + ssão = discussão


J

01) Escreveremos com -j- as palavras derivadas dos verbos terminados em -jar.
Exemplos:

• trajar = traje, eu trajei.

• encorajar = que eles encorajem

• viajar = que eles viajem


02) Escreveremos com -j- as palavras derivadas de vocábulos terminados em -ja.
Exemplos:

• loja = lojista

• gorja = gorjeta

• canja = canjica


03) Escreveremos com -j- as palavras de origem tupi, africana ou popular.
Exemplos:

• jeca

• jibóia

• jiló

• pajé


G


01) Escreveremos com -g- todas as palavras terminadas em -ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio.
Exemplos:

• pedágio

• colégio

• sacrilégio

• prestígio

• relógio

• refúgio


02) Escreveremos com -g- todas as palavras terminadas em -gem, com exceção de pajem, lambujem e a conjugação dos verbos terminados em -jar.
Exemplos:

• a viagem

• a coragem

• a personagem

• a vernissagem

• a ferrugem

• a penugem


X


01) Escreveremos com -x- as palavras iniciadas por mex-, com exceção de mecha.
Exemplos:

• mexilhão

• mexer

• mexerica

• México

• mexerico

• mexido


02) Escreveremos com -x- as palavras iniciadas por enx-, com exceção das derivadas de vocábulos iniciados por ch- e da palavra enchova.
Exemplos:

• enxada

• enxerto

• enxerido

• enxurrada


mas:

• cheio = encher, enchente

• charco = encharcar

• chiqueiro = enchiqueirar


03) Escreveremos -x- após ditongo, com exceção de recauchutar e guache.
Exemplos:

• ameixa

• deixar

• queixa

• feixe

• peixe

• gueixa


UIR e OER

Os verbos terminados em -uir e -oer terão as 2ª e 3ª pessoas do singular do Presente do Indicativo escritas com -i-.
Exemplos:

• tu possuis

• ele possui

• tu constróis

• ele constrói

• tu móis

• ele mói

• tu róis

• ele rói


UAR e OAR


Os verbos terminados em -uar e -oar terão todas as pessoas do Presente do Subjuntivo escritasom -e-.
Exemplos:

• Que eu efetue

• Que tu efetues

• Que ele atenue

• Que nós atenuemos

• Que vós entoeis

• Que eles entoem

EXERCÍCIOS


01. A palavra êxito recebe acento por se tratar de proparoxítona. Nas alternativas a seguir, em que todas as palavras estão propositalmente grafadas sem acento, uma naturalmente não receberia acento por não se tratar de proparoxítona. Assinale-a: 

a) interim; 
b) rubrica; 
c) recondito; 
d) arquétipo; 
e) lúgubre.


02.  Dadas as frases: 

1. As reinvindicações apresentadas dizem respeito às modificações do projeto. 
2. Senhoras e senhores! É um privilégio poder cumprimentá-los nesta data festiva. 
3. Os produtos comprados foram devidamente discriminados na nota fiscal.

Verifica-se que está(ão) correta(s) apenas: 

a) a frase 2; 
b) a frase 3; 
c) as frases 1 e 2; 
d) as frases 1 e 3; 
e) as frases 2 e 3.


03. Indique a alternativa que não apresenta problema de grafia:

a) O acesso a Internet dá aos usuários, em tese, inúmeras possibilidades à ampliar seu conhecimento musical.
b) No momento, não a limites para a qualidade dos equipamentos disponíveis para a reprodução musical.
c) Esperamos que daqui há 20 anos, a nova geração tenha uma postura diferente frente à audição musical.
d) A proporção que crescem as opções tecnológicas, diminui a capacidade individual de apreciação musical.
e) O acesso a equipamentos sofisticados não contribui necessariamente para a educação musical.


04. Está correta a grafia de todas as palavras da seguinte alternativa:

a) Uma das iniciativas encontornáveis da cidadania está em se ezercer a consciência crítica, aplicada aos fatos da realidade.
b) Recusando os privilégios dos que se habituaram a viver em grupos autônomos, o texto propõe o acesso de todos a todas as instâncias sociais.
c) Ninguém deve se ezimir de cobrar do Estado a prezervação do princípio de igualdade como um direito básico da cidadania.
d) Constitue dever de todos manter ou readquirir a crença em que seja possível a vijência social dos princípios da igualdade e da solidariedade.
e) O que se atribue a um cidadão, como direito básico, deve constituir-se em direito básico de todos os cidadãos, indescriminadamente.


05. Assinale a alternativa correta quanto ao uso de porque, porquê, por que, por quê:

a) Porquê você estava tão alegre?
b) Estava alegre por que vencera.
c) Você estava tão alegre por quê?
d) Por que amava, estava alegre.


06. Há palavras cuja grafia exige correção na frase:

a) Incompreensivelmente, dá-se absoluta primazia à experiência, quando se trata do preenchimento de novas vagas.
b) Pretextando a inexperiência dos jovens pretendentes a uma vaga, os empregadores lhes oferecem estágios, com pagamento irrisório.
c) É lamentável que jovens com aptidão e vocação para o trabalho sejam rejeitados em nome de uma experiência a que não podem ter acesso.
d) Diminui paulatinamente o número de novos empregos, o que obriga os jovens candidatos a se submeterem a exigências cada vez mais rigorosas.
e) É evidente o descazo com que o mercado de trabalho trata os recém-formados frustrando assim suas legítimas pretenções.


07. Assinale a alternativa em que todas as palavras estão erradas em relação à grafia com “-ção”, “-são” e “-ssão”:

a) permissão, conversão;
b) obtenção, discussão;
c) exceção, omissão;
d) consecussão, ascenção.


08. Entre as palavras abaixo, aquela que apresenta forma correta é:

a) poleiro; 
b) mágua;
c) impecilho; 
d) cortume.
e) lampeão;


09. Muitas palavras do texto levam acento gráfico: óleo, relógio, lâmpada etc. Em que item a seguir ocorre um erro de acentuação gráfica?

a) Ínterim – procurá-los-á – protótipo.
b) Para (verbo) – polo (substantivo) – pôr (verbo).
c) Crisântemo – estratégia – biquíni.
d) Álbum – périplo – ravióli.
e) Benção – leucócito – êxtase.


10. Assinale a alternativa que apresenta a série de palavras corretamente grafadas:

I.  tóxico, consecusão, mecher, herbívoro;
II.  rainha, insuportável, uísque, beringela;
III.  substituí-lo, baú, enjôo, readimissão; IV.  ágeis, tatuí, expectativa, analisar;
V.  compreensão, rejeição, excêntricas, exceção.

a) I, II e V.
b) III, IV e V.
c) II e IV.
d) II, IV e V.
e) IV e V.



GABARITO:

1-B; 2-E; 3-E; 4-B; 5-C; 6-E; 7-D; 8-A; 9-E; 10-C.